Mensagem Universalista da Semana

Amigos e Amigas.
Por favor, DIVULGUEM.
Gostaria de divulgar a todos o site do UNIVERSALISMO CRÍSTICO, Projeto da Alta Espiritualidade e dirigida pelo nosso amigo do Bem, ROGER BOTTINI PARANHOS.

É o momento de divulgarmos o Bem, o Amor ao Próximo, o Diálogo, o Entendimento do Próximo, em busca da evolução moral e espiritual da nossa casa, que é o Planeta Terra. Juntem-se a nós!

www.universalismocristico.com.br

26 de abr de 2009

EVANGELHO DA SEMANA | JOÃO 13:35

"Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos: se vos amardes
uns aos outros".- Jesus.


Desde a vitória de Constantino, que descerrou ao mundo cristão as portas da hegemonia política, temos ensaiado diversas experiências para demonstrar na Terra a nossa condição de discípulos de Jesus.
Organizamos concílios célebres, formulando atrevidas conclusões acerca da natureza de Deus e da Alma, do Universo e da Vida.
Incentivamos guerras arrasadoras que implantaram a miséria e o terror naqueles que não podiam crer pelo diapasão da nossa fé. Disputamos o sepulcro do Divino Mestre, brandindo a espada mortífera e ateando o fogo devorador.
Criamos comendas e cargos religiosos, distribuindo o veneno e manejando o punhal.
Acendemos fogueiras e erigimos cadafalsos, inventamos suplícios e construímos prisões para quantos discordassem dos nossos pontos de vista.
Estimulamos insurreições que operaram o embate de irmãos contra irmãos, em nome do Senhor que testemunhou na cruz o devotamento à Humanidade inteira.
Edificamos palácios e basílicas, famosos pela suntuosidade e beleza, pretendendo reverenciar-lhe a memória, esquecidos de que ele, em verdade, não possuía uma pedra onde repousar a cabeça.
E, ainda hoje, alimentamos a separação e a discórdia, erguendo trincheiras de incompreensão e animosidade, uns contra os outros, nos variados setores da interpretação.
Entretanto, a palavra do Cristo é insofismável. Não nos faremos titulares da Boa Nova simplesmente através das atitudes exteriores.
Precisamos, sim, da cultura que aprimora a inteligência, da justiça que sustenta a ordem, do progresso material que enriquece o trabalho e de assembléias que favoreçam o estudo; no entanto, toda a movimentação humana, sem a luz do amor, pode perder-se nas sombras.
Seremos admitidos ao aprendizado do Evangelho, cultivando o Reino de Deus que começa na vida íntima. Estendamos, assim, a fraternidade pura e simples, amparando-nos
mutuamente... Fraternidade que trabalha e ajuda, compreende e perdoa, entre a humildade e o serviço que asseguram a vitória do bem. Atendamo-la, onde estivermos, recordando a palavra do Senhor que afirmou com clareza e segurança: - "Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros."

Fonte: Livro Fonte Viva

24 de abr de 2009

LIMPEZA PSÍQUICA

A limpeza psíquica é uma prática de higiene mental, uma forma de se obter equilíbrio interior e tranqüilidade espiritual, recomendada pelo Racionalismo Cristão.
Consiste ela nas irradiações, que são vibrações espirituais, pelas quais ocorre o arrebatamento de espíritos inferiores para fora da atmosfera da Terra. Esse arrebatamento é feito pelo Astral Superior, que realiza a limpeza psíquica em entrosamento com os pensamentos disciplinados dos seres de boa vontade em exercício mental na Casa-Chefe e nas demais casas racionalistas cristãs, e dos que fazem a sua limpeza psíquica no lar.

A doutrina racionalista cristã aconselha todas as pessoas a terem equilíbrio espiritual e físico, por meio de um viver disciplinado, metódico e consciente, e adverte que o indispensável preparo mental, conseguido através da limpeza psíquica, é tão necessário ao espírito quanto a higiene física é para o corpo.

LIMPEZA PSÍQUICA NO LAR
As pessoas que quiserem proceder à limpeza psíquica em seus lares deverão reunir-se diariamente às 7 e às 20 horas. Não sendo possível cumprir o horário indicado, escolha-se a hora mais conveniente aos que dela participarem. Os que não puderem irradiar em conjunto irradiem individualmente, de preferência em local isolado e nas horas mencionadas.
Quando a limpeza psíquica é feita em conjunto, um dos participantes fará as irradiações em voz alta e os demais o acompanharão mentalmente. Quando só, as irradiações poderão ser feitas mentalmente ou de viva voz. O importante é que durante as irradiações se desliguem de coisas, de pessoas, de tudo que seja material, de modo a obter a mais perfeita concentração, o que possibilitará a religação com o Astral Superior por pensamentos afins.

A limpeza psíquica no lar consiste em irradiar da forma seguinte e na seqüência indicada:
- fazer a Irradiação "A" uma única vez, e, em seqüência,
- repetir a Irradiação "B" durante cinco minutos,
- em seguida, fazer uma Irradiação "B" dirigida ao Astral Superior e, para finalizar,
- fazer uma Irradiação "B" dirigida ao Presidente Astral do Racionalismo Cristão, Antonio Cottas.

IRRADIAÇÃO "A"
Ao Astral Superior

Grande Foco! Força Criadora!
Nós sabemos que as leis que regem o Universo são naturais e imutáveis, e a elas tudo está sujeito.
Sabemos também que é pelo estudo, raciocínio e sofrimento derivado da luta contra os maus hábitos e as imperfeições que o espírito se esclarece e alcança maior evolução.
Certos do que nos cabe fazer, e pondo em ação o nosso livre-arbítrio para o bem, irradiamos pensamentos aos Espíritos Superiores, para que eles nos envolvam na sua luz e fluidos, fortificando-nos para o cumprimento dos nossos deveres.

IRRADIAÇÃO "B"
Grande Foco! Vida do Universo!
Aqui estamos a irradiar pensamentos às Forças Superiores para que a luz se faça em nosso espírito, e ele tenha consciência dos seus erros, a fim de repará-los e evitar o mal.

As irradiações que o Racionalismo Cristão aconselha constituem simples preparo mental, nada valendo se aqueles que as estiverem fazendo não procurarem sentir bem o seu significado.
Para melhor alcance do objetivo a que as irradiações são dirigidas, destacamos cada uma das suas sentenças e o que significam:

SIGNIFICADO DAS IRRADIAÇÕES

IRRADIAÇÃO "A" - Ao Astral Superior
Grande Foco! Força Criadora!
Essas expressões definem a direção das irradiações. Astral Superior são espíritos evoluídos cuja ação, através do Racionalismo Cristão, beneficia a humanidade. Grande Foco ou Força Criadora designa o princípio inteligente, imaterial, ativo e transformador na sua concepção universal, do qual todos os seres são partículas integrantes.

Nós sabemos que as leis que regem o Universo são naturais e imutáveis e a elas tudo está sujeito.

É uma afirmação categórica, indicativa de que os que irradiam estão esclarecidos sobre a espiritualidade verdadeira, e sustentam que no Universo não há o acaso, o imprevisto, porque todos os fatos obedecem a uma ordem geral, segundo determinações prévias de causa e efeito.

Sabemos também que é pelo estudo, raciocínio e sofrimento derivado da luta contra os maus hábitos e as imperfeições que o espírito se esclarece e alcança maior evolução.
É outra afirmação indicativa de que, pelo estudo dos princípios racionalistas cristãos, pelo uso do raciocínio e pelos sofrimentos oriundos da luta pela vida a que todos estão sujeitos, o ser humano consegue aumentar o seu acervo espiritual, manifestado em esclarecimento progressivo e conseqüente evolução.

Certos do que nos cabe fazer,...

É a declaração que traduz o senso da responsabilidade no que concerne ao cumprimento dos deveres cotidianos.

...e pondo em ação o nosso livre-arbítrio para o bem,...

É o compromisso que o ser assume, consigo mesmo, de praticar o bem, visto que, sem esse propósito, as portas por onde penetram os maus pensamentos não estarão fechadas. O livre-arbítrio foi concedido à pessoa que raciocina com o fim de ser aplicado para o bem.

...irradiamos pensamentos aos Espíritos Superiores,...

Desde que o objetivo é o de estabelecer contato com o Astral Superior, as irradiações se dirigem a esses espíritos evoluídos, pouco importando quais sejam, porque qualquer deles está animado de um só desejo, que é o de ajudar a promover a evolução dos seres.

...para que eles nos envolvam na sua luz e fluidos,...

Assim como a limalha do ferro, atraída pelo ímã, fica debaixo da sua ação magnética, os seres, unidos por vibrações aos espíritos superiores, ficam, igualmente, sob a ação de sua luz e fluidos.

...fortificando-nos para o cumprimento dos nossos deveres.

O empenho no sentido de dar o melhor cumprimento possível aos deveres deverá ser uma aspiração constante que se reafirma em cada irradiação proferida, que tem o dom de fortificar o espírito na luta pela vida.

IRRADIAÇÃO "B" - Grande Foco! Vida do Universo!
Alerta o ser para a realidade do fato de que a Força Criadora também é vida e, como tal, penetra todo o Universo. Vida do Universo é, pois, uma expressão que afirma ser o Universo cheio de vida proveniente do Grande Foco.

Aqui estamos a irradiar pensamentos às Forças Superiores para que a luz se faça em nosso espírito, e ele tenha consciência dos seus erros, a fim de repará-los e evitar o mal.

A finalidade das irradiações é estabelecer contato com as Forças Superiores. Sabe-se que o desejado esclarecimento leva cada ser a tornar-se consciente dos seus erros, das suas falhas, das suas imperfeições, como ponto de partida para a reparação dos mesmos e para evitar que se repitam.

Conforme se vê, as irradiações não são um agrupamento de palavras para serem repetidas automaticamente, mas encerram um elevado sentido espiritual e concentram, na sua essência, um resumo doutrinário do Racionalismo Cristão. Não seria possível dizer mais em tão poucas palavras, para que bem possam ser conservadas na memória. Faça-se, na vida prática, o que elas indicam, e tudo irá bem. Quando as irradiações se elevam com convicção, atingem, invariavelmente, a meta, e o Astral Superior, ao qual são dirigidas, capta as suas vibrações. Conquanto não sejam rezas nem orações, são, no entanto, manifestações de almas que procuram se corresponder.
A limpeza psíquica representada pela Irradiação "A" seguida pela repetição da Irradiação "B" por cinco minutos impõe-se para permitir a fixação e coordenação dos pensamentos das pessoas que irradiam, dando oportunidade ao Astral Superior de exercer a purificação do ambiente em que se encontram, e dos próprios participantes.

ÁGUA FLUIDIFICADA - PREPARAÇÃO NO LAR
A água potável pode ser fluidificada no lar, bastando para isso colocar em uma ou mais vasilhas a quantidade de água que se deseja fluidificar. Junto a essas vasilhas, uma ou mais pessoas farão mentalmente, ou uma delas de viva voz, a Irradiação "A" e, a seguir, a Irradiação "B", que será repetida por cerca de dois minutos.
Por conter fluidos espargidos pelo Astral Superior durante as irradiações, a água assim fluidificada não deve ser fervida, podendo ser conservada em geladeira e usada sem restrição por qualquer pessoa, especialmente as obsedadas em processo de normalização psíquica.

VALOR DO PENSAMENTO
O pensamento é vibração do espírito, manifestação da inteligência, poder espiritual. Pensar é raciocinar, é criar imagens, é conceber idéias, é construir para o presente e para o futuro. É pelo pensamento que a pessoa descobre, esclarece, resolve os problemas da vida.

VALOR DA VONTADE
O ser esclarecido pela doutrina racionalista cristã não se submete aos vícios do álcool, do fumo, do jogo e a tudo que degrada, inferioriza e enferma. A vontade fraca anima o pensamento débil; a vontade forte, o pensamento vigoroso. O ser humano deve impor-se pela seriedade dos seus atos, pela nobreza do seu caráter, por seu porte moral.

VALOR DA DISCIPLINA
O Racionalismo Cristão ensina que a disciplina é indispensável na vida das pessoas. Sem disciplina não há ordem: disciplina no espírito, dominando as emoções e os ímpetos, disciplina no trabalho e na recreação. Disciplinando os seus atos e vivendo ordenadamente, todos têm tempo para trabalhar, descansar e instruir-se.

VALOR DO TRABALHO
Trabalhar é condição indispensável a todo ser humano. A ociosidade é causa de grandes males, não só psíquicos, como a obsessão, mas até físicos.

RECOMENDAÇÃO
É indispensável ler os livros Racionalismo Cristão e A vida fora da matéria, editados pelo Centro Redentor, e de importância fundamental freqüentar com assiduidade as sessões públicas de limpeza psíquica realizadas em todas as Casas Racionalistas Cristãs, conforme horário indicado neste folheto.

Fonte: Site Racionalismo Cristão

21 de abr de 2009

HINO DA UMBANDA

A todos irmãos umbandistas, o hino de amor e ternura da nossa Umbanda querida!
Abraços fraternos





18 de abr de 2009

EVANGELHO DA SEMANA | LUCAS 15:18

ERGAMO-NOS
"Levantar-me-ei e irei ter com meu pai". - Jesus


Quando o filho pródigo deliberou tornar aos braços paternos, resolveu intimamente levantar-se.
Sair da cova escura da ociosidade para o campo da ação regeneradora.
Erguer-se do chão frio da inércia para o calor do movimento reconstrutivo.
Elevar-se do vale da indecisão para a montanha do serviço edificante.
Fugir à treva e penetrar a luz.
Ausentar-se da posição negativa e absorver-se na reestruturação dos próprios ideais.
Levantou-se e partiu no rumo do Lar Paterno.
Quantos de nós, porém, filhos pródigos da Vida, depois de estragarmos as mais valiosas oportunidades, clamamos pela assistência do Senhor, de acordo com os nossos desejos menos
dignos, para que sejamos satisfeitos? Quantos de nós descemos, voluntariamente, ao abismo, e, lá dentro, atolados na sombria corrente de nossas paixões, exigimos que o Todo-Misericordioso se
faça presente, ao nosso lado, através de seus divinos mensageiros, a fim de que os nossos caprichos sejam atendidos?
Se é verdade, no entanto, que nos achamos empenhados em nosso soerguimento, coloquemo-nos de pé e retiremo-nos da retaguarda que desejamos abandonar.
Aperfeiçoamento pede esforço.
Panorama dos cimos pede ascensão.
Se aspiramos ao clima da Vida Superior, adiantemo-nos para a frente, caminhando com os padrões de Jesus.
―Levantar-me-ei, disse o moço da parábola.
―Levantemo-nos, repitamos nós.

Fonte: Livro Fonte Viva

DICA MUSICAL UNIVERSALISTA | EU NASCI HÁ 10.000 ANOS ATRÁS (RAUL SEIXAS)




17 de abr de 2009

JESUS E IAVÉ

Programa "Abrindo a Bíblia" sobre a atuação de Jesus desde o princípio da formação da Terra.



15 de abr de 2009

HISTÓRIA DA IGREJA ORTODOXA BIELORUSSA ESLAVA

Em Restauração do Patriarcado Bielorrusso em Exílio (1950 –2001)
Em 1950 o Arcebispo Bielorrusso Konstantin Jaroshevich, consagrado pelo Patriarca da Igreja Ortodoxa Albanesa, Arcebispo Stylian Fan Noli, em exílio nos Estados Unidos, transmite a Metropolia Bielorrussa a Mons. Peter Andrew Zurawetzky, consagrado bispo em 15 de Outubro de 1.950, pelo Metropolita da Igreja Polaca Nacional, Arcebispo Zielonka, o qual junto com o Metropolita Nicholas Bohatyretz da Antiga Igreja da Ucrania, e o Arcebispo Peter Williamovich, da Antiga Igreja de Utrech, esta consagração foi realizada na Igreja Russa no Exílio, em Springfield, nos Estados Unidos; a linhagem canônica do Arcebispo Zurawetsky proviniente diretamente do Metropolita Russo em exílio Joseph Klymowycz (1.880 –1.961), quem foi o principal consagrante em 15 de Outubro 1.950, junto aos mencionados Arcebispos Zielonka, Bohatyretz e Willamovich. Monsenhor Klymowycz havia sido Consagrado bispo em 1.935 pelo Arcebispo Russo Nicholas J. Kedrof.(1.902 – 1.944), quem por sua vez no mesmo dia 03 de Novembro de 1.935, havia sido consagrado bispo e Sucessor para a Igreja Ortodoxa no Exílio pelo Arcebispo Christopher Kontagiorgios (1.894 – 1.950), que em 10 de Fevereiro de 1.934 na Igreja de S. Constantinos e Santa Helena em N.Y. havia recebido o episcopado, pela Sucessão Canônica.
Patriarca Tikhon Bellavin, através da Sucessão de Mons. Sophronios Bishara, quem junto ao Patriarca Albanes Stylian Fan Noli, deram origem a esta linhagem apostólica, que através de Monsenhor Peter Andrew Zurawetzky passa ao Primeiro Patriarca Bielorrusso Autocéfalo, Uladyslau I º , Mons. Rizy Rysky, consagrado bispo em 20 de Setembro de 1.965 por Mons. Walter Myron Propheta,“Wolodymyr I “ Patriarca da Antiga Igreja da Ucrânia e fundador da Igreja Ortodoxa da América .
No ato consagratório de Mons. Rizy Rysky, S.B. Wolodymyr I º foi auxiliado pelos Bispos Lawrwnce e Francis Pierre.Em 25 de Dezembro de 1.925, Monsenhor Zurawetzky, como Presidente do Sínodo para todas as Igrejas Ortodoxas da Diáspora Ocidental e Oriental, em sua qualidade de Arcebispo de Minsk, por TOMO recebido do Arcebispo Bielorrusso, Metropolita Konstantin Jaroshevich, eleva Mons. Rizy Rysky na Igreja de Santo André, em N.Y– EEUU, e por mandato do Sínodo de Subozhnia, ratificado pelo Certificado Sinodal Ecumênico de 01 de Janeiro de 1.966, e outorga o TOMO e MUNUS correspondente a Monsenhor Rizy, proclamando-o como o Primeiro Patriarca Bielorrusso Eslavo no Exílio, sob nome de ULADYLAU I º , o qual dez anos depois, por razões de saúde, renuncia a seu Patriarcado a favor de Monsenhor Vittorio Giovanni Busà, o qual nasceu em Palermo, Sicília, Itália em 15 de Dezembro de 1.941 e recebeu sua Consagração Episcopal Ortodoxa, das mãos de S.E. Revma. Monsenhor Maurice de Vent,em 13 de Maio de 1.973.
Monsenhor Busà previamente havia recebido o Munus Episcopal do Arcebispo Mons. Joseph Maria Thiesen, em 06 de Março de 1.971 pelo “Alts Romish Katholische Kirche”, e ratificado pelo Arcebispo Mons. Frederick Charles King, em 10 de Agosto de 1.972 pelo “Old Roman Catholic Church”, e pelos Bispos Helmunt Norbert Mass, Henryk Marciniack, e Jacob Rokita, em 22 de Abril de 1.973 pelo “Katholische der Marieviten in Deutschland”.
Em 26 de Dezembro de 1.976 Monsenhor Busà foi elevado a dignidade de Arcebispo Metropolita de Byalystock e Patriarca Coadjutor da Bielorrussia, por S. B. Mons. Uladyslau I º , Rizy Rysky , e neste mesmo dia devido a precária saúde do Patriarca e de acordo com sua soberana vontade , na Catedral da Dormissão , N Y - EEUU, Monsenhor Busà é eleito unanimemente por todo o Sínodo Bielorrusso como o segundo Patriarca da Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava, adotando o nome de Mons. Viktor Iván I Monsenhor Rizy Rysky, em sua condição de Presidente do “World Patriarcates of América”, organizou a administração apostólica de uma possível Igreja Ortodoxa para todo território da República Socialista da Bielorrussia, que atuaria de modo autônomo do Patriarcado em exílio; mas em 20 deJaneiro de 2.001, Mons. Emigidius Rizy Rysky agrupa diferentes Igrejas Ortodoxas dos Estados Unidos sob uma nova jurisdição, denominada “Igreja Ortodoxa Arquiepiscopal do Atlântico “ , ficando a Santa Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava, da Diáspora Mundial, sob à única autoridade de S. B. SS. Monsenhor VIKTOR IVAN I º Busà que atua de modo independente do Patriarcado de Moscou e da Metropolia Russa em exílio, assim como da Igreja Bielorrussa dependente de S.B. Alex II , Patriarca de Moscou. Atualmente a Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava esta presente nas Américas, Europa e África, foi criado em 11 de novembro de 1988 a Metropolia de São Paulo no Brasil, nomeado para o Cargo de Arcebispo o Monsenhor Athanasio, Dr. Luiz Antonio do Nascimento, pela Bula Patriarcal n º 0/258 de 11-11-1988.

A Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava, foi legalizada e protocolada no Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Brasília - DF, em 28-02-1.989, e em 06 de Setembro de 1.991, Monsenhor Athanasio é confirmado como Arcebispo Metropolitano de todo o Brasil, em 19 de abril de 1992 é criada a Metropolia Geral do Patriarcado e por declaração Canônica n º 0/98, Monsenhor Athanasio é elevado à Metropolita Geral do Patriarcado , em 11 de julho de 1.992 , S.B. o Patriarca aprova a Constituição de personalidade jurídica da Metropolia Geral Patriarcal no Brasil e desde 30 de novembro de 1.992 , Monsenhor Athanasio é o novo Vigário Patriarcal no Brasil para ás Américas e toda a Itália , Primaz do Brasil e América do Sul.

Em 23 de Setembro de 2.002, durante visita oficial de S. Eminência Mons. Athanasio á Palermo - Itália, foi aprovado por todo o Santo Sínodo Bielorrusso e por S.B. SS. o Patriarca Viktor Ivan I º Busà a Constituição da Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava (Igreja Ortodoxa Russa Autocéfala em Diáspora) e comunicado oficialmente em 27 de Novembro de 2.002 sob o registro de títulos n º 2787449, por tradução oficial de 27 de Janeiro 2003; a Igreja no Brasil desde 1.996 se encontra empenhada em tarefas ecumênicas, e a partir do ano 2.000, toma parte do CONIC-Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil, Organismo Intereclesial formado por Igrejas Cristãs, o CONIC toma parte do C M I – Conselho Mundial de Igrejas, com sede em Genebra-Suíça.
Na República Argentina, em Buenos Aires, a IOBE – Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava, encontra-se legalmente inscrita no Ministério de Relações Exteriores e Culto da Republica Argentina sob n º 15748/2004 da Direção Geral do Registro Nacional de Culto.

10 de abr de 2009

JESUS CRISTO | SERMÃO DA MONTANHA

Meus amigos!
Convido-os a assistir este vídeo sobre o SERMÃO DA MONTANHA, em que Jesus Cristo traz os maiores ensinamentos, para aprendermos, refletirmos, e começarmos a colocar em prática.

Feliz Páscoa, e que Jesus os abençoe sempre!


Parte 1


Parte 2



ESPECIAL PÁSCOA | DOMINGO DE PÁSCOA

A Páscoa (do hebraico Pessach, significando passagem) é um evento religioso cristão, normalmente considerado pelas igrejas ligadas a esta corrente religiosa como a maior e a mais importante festa da cristandade.
Na Páscoa os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo depois da sua morte por crucificação que teria ocorrido nesta altura do ano em 30 ou 33 d.C. O termo pode referir-se também ao período do ano canônico que dura cerca de dois meses a partir desta data até ao Pentecostes.

Os eventos da Páscoa teriam ocorrido durante o Pessach, data em que os judeus comemoram a libertação e fuga de seu povo escravizado no Egito.

A palavra Páscoa advém, exatamente do nome em hebraico da festa judaica à qual a Páscoa cristã está intimamente ligada, não só pelo sentido simbólico de “passagem”, comum às celebrações pagãs (passagem do inverno para a primavera) e judaicas (da escravatura no Egito para a liberdade na Terra prometida), mas também pela posição da Páscoa no calendário, segundo os cálculos que se indicam a seguir.

A última ceia partilhada por Jesus e pelos discípulos é considerada, geralmente, um “seder do pessach” – a refeição ritual que acompanha a festividade judaica, se nos atermos à cronologia proposta pelos Evangelhos sinópticos. O Evangelho de João propõe uma cronologia distinta, ao situar a morte de Cristo por altura da hecatombe dos cordeiros do Pesach. Assim, a última ceia teria ocorrido um pouco antes desta festividade.
Segundo o Novo Testamento, Cristo é o sacrifício da Páscoa. Isso pode ser visto como uma profecia de São João Baptista, no Evangelho de São João: "Eis o Cordeiro de Deus, Aquele que tira o pecado do mundo" (João, 1:29) e uma constatação de São Paulo "Purificai-vos do velho fermento, para que sejais massa nova, porque sois pães ázmos, porquanto Cristo, nossa Páscoa, foi imolado." (1Co 5:7). Na missa, os católicos repetem a frase de João Baptista.

Jesus Cristo, desse modo, é tido pelos cristãos como o Cordeiro de Deus que foi imolado para salvação e libertação de todos do pecado. Para isso Deus teria designado sua morte exatamente no dia da Páscoa judaica para criar o paralelo entre a aliança antiga, no sangue do cordeiro imolado, e a nova aliança, no sangue do próprio Jesus imolado.

A sequência da liturgia para todos os domingos do Ano Cristão está na dependência da Páscoa, exceto os domingos do Advento, que são sempre quatro Domingos antes do Natal, não importando se cai no Domingo ou em outro dia da semana.

Como, segundo a tradição cristã sustentada no Novo Testamento, Jesus ressuscitou num Domingo, surgiu a prática da maioria das igrejas se reunirem aos domingos, e não aos sábados, como fazem os judeus (sabbath).

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%A1scoa

ESPECIAL PÁSCOA | SÁBADO DE ALELUIA

O Sábado Santo, também chamado Sábado de Aleluia, é o dia antes da Páscoa no calendário de feriados religiosos do Cristianismo. Nas Filipinas, nação notoriamente católica, chama-se a este dia Sábado Negro. O Sábado de Aleluia é o último dia da Semana Santa..

Na tradição católica, é costume os altares serem desnudados, pois, tal como na Sexta-Feira Santa, não se celebra a Eucaristia. As únicas celebrações são as que fazem parte da Liturgia das Horas. Além da Eucaristia, é proibido celebrar qualquer outro sacramento, excepto o da Confissão. São permitidas exéquias, mas sem celebração de missa. A distribuição da comunhão eucarística só é permitida sob a forma de viático, isto é, em caso de morte.

Muitas das igrejas de comunhão anglicana seguem estes mesmos preceitos. Já a Igreja Ortodoxa, bem como os ritos católicos orientais, seguem as suas próprias tradições e possuem terminologia própria para estes dias e respectivas tradições e celebrações. Como é de esperar, apesar de a Páscoa e os dias relacionados serem importantes para todas as tradições cristãs, do Mormonismo ao Catolicismo, as celebrações variam grandemente.

Antes de 1970, os católicos romanos deviam praticar um jejum limitado: por exemplo, abstinência de carne de gado, mas consumo de quantidades limitadas de peixe, etc. Em alguns lugares, a manhã do Sábado de Aleluia é dedicada à "Celebração das Dores de Maria", onde se recorda a "hora da Mãe", sem missa.

É no Sábado de Aleluia que se faz a tradicional Malhação de Judas, representando a morte de Judas Iscariotes. (observação do blog dos universalistas: um ato desnecessário e contrário a Lei de amor ao próximo que Jesus prega).
No Sábado Santo, é celebrada a Vigília Pascal depois do anoitecer, dando início à Páscoa.
Sábado: remonta à Criação, passa pelo Êxodo e vai até ao fim do Apocalipse.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A1bado_de_aleluia




ESPECIAL PÁSCOA | SEXTA-FEIRA SANTA

A Sexta-feira Santa, ou Sexta-feira da Paixão, é a Sexta-feira antes do Domingo de Páscoa. É a data em que os cristãos lembram o julgamento, paixão, crucificação, morte e sepultura de Jesus Cristo, através de diversos ritos religiosos.

Segundo a tradição cristã, a ressurreição de Cristo aconteceu no domingo seguinte ao dia 14 de Nisã, no calendário hebraico. A mesma tradição refere ser esse o terceiro dia desde a morte. Assim, contando a partir do domingo, e sabendo que o costume judaico, tal como o romano, contava o primeiro e o último dia, chega-se à sexta-feira como dia da morte de Cristo.
A Sexta-feira Santa é um feriado móvel que serve de referência para outras datas. É calculado como sendo a primeira Sexta-feira de lua cheia após o equinócio de outono no hemisfério sul ou o equinócio de primavera no hemisfério norte, podendo ocorrer entre 22 de março e 25 de abril.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sexta-Feira_Santa




8 de abr de 2009

ESPECIAL PÁSCOA | PESSACH

O Pessach é festejado entre os 14º e 22º dias de Adar II ou Nissan (março ou abril).

Pessach (em hebraico - passar por cima, poupar) é uma festa judaica de origem bíblica, que tem duração de oito dias - fora de Israel. O Pessach marca o nascimento dos judeus como povo há mais de três mil anos, comemora a libertação dos filhos de Israel da escravidão - sob a liderança de Moisés e a busca pela Terra Prometida - além da negação do antigo sistema e modo de vida egípcio. Assim, festeja-se a liberdade espiritual juntamente com a liberdade física. As leis da Torá sobre Pessach são mandamentos Divinos que também ajudam a vivenciar essa liberdade.

A festa também carrega um significado agrícola, já que marca o início do período de colheita na Terra de Israel. O antigo povo de pastores e agricultores comemorava, nessa época, a chegada do momento mais festivo da natureza, que era o início da colheita de cevada e a entrega do ômer - parte da cevada era ofertada a D'us no segundo dia de Pessach. Era um momento de alegria para este povo que vivia em íntimo contato com a terra, de onde extraíam a subsistência.

Em suma, comemorar o Pessach é expressar o amor à liberdade, valor judaico tradicionalmente preservado. É esse amor que fortalece os vínculos dos descendentes dispersos do povo que sempre acreditou na vitória sobre a tirania.

SIMBOLOS E SIGNIFICADOS:
O COELHO – Sinal de fertilidade, o que nos remete a preservação da espécie e esperança de novas vidas.

O OVO – Também ligado à questão da fertilidade e do nascimento para uma vida nova; a passagem para a luz.

Fonte: Site da Cultura Judaica

O QUE É UNIVERSALISMO CRÍSTICO?

A humanidade não evolui aos saltos, mas sim passo a passo, entretanto, de tempos em tempos, a Alta Espiritualidade nos presenteia com novos direcionamentos para caminhos verdadeiros no sentido do amor e do progresso, quebrando paradigmas e convidando-nos a um novo roteiro espiritual. Foi assim na época de Akhenaton e Moisés, com a mensagem do Deus Único, e depois com Jesus em seu inesquecível convite ao caminho do Amor Universal.

Mais do que nunca, espera-se que espiritualidade e ciência se fundam para permitir um maior crescimento evolutivo de nossa humanidade em todos os aspectos. E que, nesse ínterim, as religiões, que servem e serviram para religar o homem ao Divino, também se unifiquem para tornarem-se um moderno instrumento que auxilie o homem em sua nova jornada evolutiva no terceiro milênio: a era de aquário, que exigirá uma nova postura espiritual, onde o homem deverá conhecer-se, buscar verdadeiramente espiritualizar-se, em oposição a formal submissão religiosa que vigora nos dias atuais. Estamos adentrando na era da conscientização espiritual e abandonando a da alienação frente aos sagrados objetivos da vida.

Esse processo de fusão religiosa e cultural entre todos os povos do planeta é o que a própria Alta Espiritualidade da Terra - desencadeadora dessa visão - denominou de Universalismo Crístico, que é o primeiro passo de unificação verdadeira dos principios espirituais trazidos à Terra pelos grandes avatares de nossa história. É necessário colocar a mensagem cristalina do Alto à frente das religiões que "engessaram" a verdade trazida por esses grandes líderes espirituais.

Ao contrário do que muitos podem pensar, não se trata de um movimento, mas sim de uma ação individual consciente, tolerante e paciente, que se sustenta no diálogo aberto entre todas as religiões. Ninguém se auto-intitulará o dono da verdade, mas o debate será convocado para que, junto com o bom senso e a razão, se promova uma evolução no modelo espiritual vigente.

Obviamente alguns princípios são fundamentais para servirem de estrutura para o Universalismo Crístico, assim como as fundações de uma casa:

I- O amor ao próximo como a si mesmo buscando cultivar as virtudes cristicas de forma verdadeira e incondicional refletindo diretamente o amor do próprio Criador.

II- A crença na reencarnação do espírito e do carma, pois sem esses princípios não existe justiça divina.

III- A busca incessante pela sabedoria espiritual aliada ao progresso filosófico e científico com o objetivo de promover a evolução integral da humanidade.

O Universalismo Crístico é principalmente uma ação individual que visa o coletivo. A aceitação do outro mas com respeito e diálogo, pois ao final, compreenderemos que somos todos células de um mesmo corpo: a humanidade.

Hermes.

Fonte: Site Universalismo Crístico

6 de abr de 2009

PÁSCOA COM JESUS DE NAZARÉ !!!

Jesus,
Abençoe a todos que visitam este blog, e que nesta Páscoa seus ensinamentos ecoem em nossos corações, para seguir a Ti todos os nossos dias.
O amor verdadeiro, o perdão, a paciência, a afabilidade, a doçura, o sim sim, não não, a caridade pura que Tu nos ensinaste começe a ser colocado em prática!
Caminho, a verdade e a vida!

Uma excelente semana a todos, e uma Páscoa maravilhosa, com Jesus renascendo em nós!
Vejam este vídeo, lindo!

Paz e Luz em Cristo!






3 de abr de 2009

DICA MUSICAL UNIVERSALISTA | AVE MARIA (PAVAROTTI)

Linda música, homenageando Nossa Senhora, a Bem Aventurada de todas nações!
Muita paz e luz, e que o amor de Maria de Nazaré inspire-nos a humildade, e realizarmos sempre a vontade do Pai, como Ela o fez tão bem!





HANAMATSURI COMEMORA ANIVERSÁRIO DE BUDA

Acontece até este sábado (4), na praça da Liberdade (região central da capital paulista), a 43ª edição da Hanamatsuri (Festa das Flores). O evento comemora os 2.633 anos de nascimento de Buda.

A celebração conta com um altar ornamentado, que foi montado no palanque da praça. Com flores naturais, a estrutura simboliza o jardim onde Buda nasceu e conta com uma imagem da divindade. Quem passar pela região durante esta semana, das 10h às 16h, poderá derramar chá adocicado sobre o Buda. Conforme a crença popular, quem realiza o ritual é abençoado e tem seus pedidos realizados.

O ponto alto da comemoração ocorre neste sábado (4), a partir das 10h. Estão agendadas uma cerimônia budista seguida por um cortejo de crianças, que se encarregarão de levar uma imagem de Buda até a avenida Liberdade, 365, sede da Associação Cultural e Assistencial da Liberdade.

Os pequenos, que estarão vestidos tipicamente --representando, por meio de seus trajes, as deidades do céu e da terra--, serão acompanhados por grupo musical.

Pça. da Liberdade - av. da Liberdade, s/ nº, Liberdade, região central, São Paulo, SP.
Tel.: 0/xx/11/3399-3000. Sex. (3): 10h às 16h. Sáb. (4): a partir das 10h. Grátis.
Classificação etária: livre.

Fonte: Folha de São Paulo Online

2 de abr de 2009

PARABÉNS CHICO XAVIER!

O Blog dos Universalistas tem o prazer de homenagear o maior Apóstolo de Jesus do século XX.

CHICO XAVIER: O Cisco de Deus completaria hoje 99 anos
Filho de João Cândido Xavier e Maria João de Deus, Francisco Cândido Xavier, ou melhor, Francisco de Paula Cândido que era seu verdadeiro nome de batismo nasceu em Pedro Leopoldo, pequena cidade do estado de Minas Gerais, no dia 02 de Abril de 1910 e ficou notabilizado como Chico Xavier, o maior médium do Século XX e o maior psicógrafo de todos os tempos.

Aos 05 anos de idade ele ficou órfão de mãe. Seu pai, sem condições de manter os 09 filhos, distribuiu as crianças entre vários familiares e amigos. O pequeno Chico ficou sob os cuidados de sua madrinha, mulher nervosa que o maltratava cruelmente. Nos seus momentos de angústia, um anjo de Deus, que fora sua mãe na Terra, o assistia, quando, desarvorado, orava nos fundos do quintal: Tenha paciência, meu filho! Você precisa crescer mais forte para o trabalho. E quem não sofre não aprende a lutar. O menino aprendeu a apanhar calado, sem chorar. Diariamente, à tarde, com vergões na pele e o sangue a correr-lhe em delgados filetes pelo ventre, ele, de olhos enxutos e brilhantes, se dirigia para o quintal, a fim de reencontrar a mãezinha querida, vendo-a e ouvindo-a, depois da oração.

Quatro anos depois, terminou seu martírio. Seu pai casou-se novamente com D. Cidália, que passou a ser sua madrasta, alma boa e caridosa, o recolheu-o carinhosamente, e a todos os irmãos que estavam espalhados. A situação econômica da família era difícil. O salário do chefe da família dava escassamente para o necessário e os meninos precisavam estudar. Foi então que a boa madrasta teve uma idéia: plantar uma horta e vender os legumes. Em algumas semanas, o menino já estava na rua com o cesto de verduras. Desta forma, conseguiram encher o cofre e voltar a freqüentar as aulas.

Aos nove anos seu pai, empregou-o como aprendiz numa indústria de fiação e tecelagem. De manhã, até às 11 horas, freqüentava a escola primária pública, depois trabalhava na fábrica até às 2 horas da madrugada.

Aprendeu mal a ler e a escrever. Quando concluiu o pequeno curso da escola pública empregou-se como caixeiro numa loja e mais tarde como ajudante de cozinha e café. Em 1923 terminou o curso primário, no Grupo. Levantava-se às seis da manhã para começar, as sete, as tarefas escolares e entrando para o serviço da fábrica às três da tarde, para sair às onze da noite. Em 1925 deixou a fábrica, empregando-se na venda do Sr. José Felizardo Sobrinho, onde o trabalho ia das seis e meia da manhã às oito da noite. As perturbações noturnas continuaram.

Depois de dormir, caía em transe profundo. Em 1927 uma de suas irmãs caiu doente. Um casal de espíritas, reunido com familiares da doente, realizou a primeira sessão espírita que teve lugar na casa. Na mesa, dois livros: O Evangelho Segundo o Espiritismo e o O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec. Pela mediunidade de D. Carmem, sua mãe manifestou-se: Meu filho, eis que nos achamos juntos novamente. Os livros à nossa frente são dois tesouros de luz. Estude-os, cumpra com seus deveres e, em breve, a bondade divina nos permitirá mostrar a você seus novos caminhos.

Em maio de 1927 foi realizada a primeira sessão espírita no lar dos Xavier, em Pedro Leopoldo. Em junho do mesmo ano foi cogitada a fundação de um núcleo doutrinário. Em fins de 1927 o Centro Espírita Luiz Gonzaga, sediado na residência de José Cândido Xavier, que se fez presidente da instituição, estava bem freqüentado. As reuniões se realizavam as segundas e sextas-feiras. A nova sede do Grupo Espírita Luiz Gonzaga foi construída no local onde se erguia, antigamente, a casa de Maria João de Deus, genitora de Chico Xavier. Em 8 de julho de 1927, Chico Xavier fez a primeira atuação do serviço mediúnico, em público.

Mas falar de Chico Xavier é falar de Emmanuel, que indelevelmente estará ligado à sua missão. Esse venerando Espírito é o seu protetor espiritual e manifestou-se-lhe pela primeira vez de forma ostensiva em 1931, acompanhado-o desde então até hoje. A respeito desse Benfeitor espiritual nos diz o próprio médium: Lembro-me de que num dos primeiros contatos comigo, ele me preveniu que pretendia trabalhar ao meu lado, por tempo longo, mas que eu deveria, acima de tudo, procurar os ensinamentos de Jesus e as lições de Allan Kardec e disse mais que, se um dia, ele, Emmanuel, algo me aconselhasse que não estivesse de acordo com as palavras de Jesus e Kardec, que eu devia permanecer com Jesus e Kardec, procurando esquecê-lo.

Emmanuel propõe ainda ao jovem Xavier mais três condições para com ele trabalhar: DISCIPLINA, DISCIPLINA, DISCIPLINA.

A 9 de Julho de 1932, seria publicada a célebre PARNASO DE ALÉM-TÚMULO, a sua primeira obra psicografada que iria abalar os meios intelectuais do Brasil e tornar conhecida à pacata Pedro Leopoldo, depois deste livro sucederam-se muitos outros, somando no total uma extraordinária produção literária de mais 400 obras mediúnicas.

Em 1933 o Dr. Rômulo Joviano, administrado da Fazenda Modelo do Ministério da Agricultura, em Pedro Leopoldo, deu ao Jovem Xavier uma modesta função na Fazenda e lá se tornou um pequeno funcionário público em 1935, tendo trabalhado consecutivamente até finais dos anos cinqüenta, altura em que foi aposentado por invalidez (doença incurável nos olhos), com a categoria de escrevente datilógrafo . Não podemos deixar de registrar, sob pena de cometermos grave omissão, que durante as décadas que esteve ao serviço do Ministério da Agricultura, jamais - não obstante a sua precária saúde e trabalho doutrinário, fora das horas de serviço - deu uma única falta ou gozou qualquer tipo de licença, conforme documentos facultados pelo M. A. Em finais da mesma década de cinqüenta, vai residir em Uberaba - MG, por motivos de saúde e a conselho médico, onde permanece até hoje e apenas com a sua magra reforma (aposentadoria).

Em 5 de janeiro de 1959 mudou-se para Uberaba, sob a orientação dos Benfeitores Espirituais, iniciando nessa mesma data, as atividades mediúnicas, em reunião pública da Comunhão Espírita Cristã. Deu ele, então, início à famosa peregrinação. Aos sábados, saindo da Comunhão Espírita-Cristã, o bondoso médium visitava alguns lares carentes, levando-lhes a alegria de sua presença amiga, acompanhado por grande número de pessoas afinizadas. Sob a luz das estrelas e de um lampião que seguia à frente, iluminando as escuras ruas da periferia, ia contando fatos de grande beleza espiritual. A cidade de Uberaba, desde a sua vinda para cá, transformou-se num pólo de atração de inúmeros visitantes das mais variadas regiões do Brasil, e até mesmo do exterior, que aqui aportam com o objetivo de conhecer o médium.

Em 30/06/2002, em plena comemoração pelo pentacampeonato mundial de futebol, Chico desencarna, discreto, tranqüilo, em paz, após uma vida de amor e dedicação ao próximo. Ele foi encontrado no quarto pelo filho adotivo, Eurípedes Humberto. Segundo a família, ele sofreu uma parada cardíaca, após reclamar de dores no peito e nas costas durante a manhã.

Refletindo com Chico Xavier:
"Aprendi desde cedo a venerar Nosso Senhor Jesus Cristo, na fé que minha mãe me transmitiu desde os dois anos de idade. Um dia, tendo perguntado à ela como orientar minhas preces, minha mãe ensinou-me a considerar Jesus como Nosso Senhor e Mestre. Nas rodopias do tempo, eu fui compreendendo que Jesus é realmente o Guia Espiritual da Humanidade, perante Deus, a quem nós chamamos, segundo o ensinamento DEle mesmo, de Pai Nosso que estás no Céu."

"No mundo espiritual muita gente vai se supreender... Lá não seremos identificados pela importância, ou melhor, pela nossa suposta importância no mundo... Os espíritos nem ligam para a gente, estão preocupados, cuidando da sua própria evolução. Se pudermos acompanhá-los... Caso contrário, vamos nos sentir profundamente decepcionados. Gente há que desencarna imaginando que as portas do mundo espiritual irão se lhes escancarar. Ledo engano ! Ninguém quer saber o que fomos, o que possuímos, que cargo ocupávamos no mundo; o que conta é a luz que cada um já tenha conseguido fazer brilhar em si mesmo. Esse negócio de ter sido fulano de tal interessa à consciência de quem foi e, na maioria das vezes, se complicou. Os espíritos são indiferentes a essas coisas, quase frios aos rótulos que supervalorizávamos e ao convencionalismo - coisas que nos fazem supor o que não somos."

"Os empecilhos para que eu não levasse adiante a tarefa mediúnica do livro foram e continuam sendo inúmeros. Se eu me dispusesse a detalhar as perseguições que me foram movidas ao longo deste tempo todo, muita gente iria dizer que Chico Xavier ficou louco. As vezes, para ter um pouco de paz, eu tinha inclusive que procurar o banheiro para escrever. Vejo tanto médium reclamando disto ou daquilo, escrevendo confortavelmente em seus gabinetes... Não estou reclamando e nem fazendo crítica. O médium que se dispõe a produzir com os Amigos Espirituais tem que estar consciente da luta; vivemos num planeta em que os raios de Sol, para chegarem até nós, tem que ser filtrados. Nunca me faltou a proteção de Emmanuel, mas os espíritos infelizes sempre estiveram à espreita. A vida inteira me senti, em minha imensa desvalia, um soldado raso recebendo as ordens do general a quem compelia obedecer na trincheira de combate."

"a mediunidade nunca me isentou de meus problemas pessoais, mediunidade não é condição de santidade. Sempre tive os meus problemas, estou cheio deles, como qualquer pessoa. Não tenho privilégios. Eu me sentiria envergonhado se a mediunidade me concedesse uma situação especial. Como é que eu deveria estar diante daqueles que sempre me procuraram ?! Como dizer à eles algumas palavras, desconhecendo, em mim mesmo, o drama que estão vivenciando ?! Nunca vi privilégios na mediunidade, pelo menos comigo, não ! E não seria capaz de entender um médium que justamente por ser médium fosse poupado de suas provas. Quando eu mais apanhava é que eu mais produzia. A coisa apertava para o meu lado, Emmanuel aparecia e me mandava pegar lápis e papel..."

"Um prédio de dez andares inclinara-se visivelmente. Em redor aglomeravam-se pessoas curiosas, comentando o erro do engenheiro. Eu, passando por ali, ouvi diversas críticas. Emmanuel ao meu lado me disse: veja e medite Chico. Por um erro consequentemente da falta de oração e vigilância, inclinamos, tombamos, inutilizando muitos séculos do nosso edifício espiritual."

"Nada fiz para merecer as orações dos amigos queridos, mas a Doutrina que amamos é tão bela e tão providencial em nosso mundo, que peço à vocês me auxiliarem com as preces de sempre, a fim de que eu possa servir aos nossos princípios, sem qualquer desvio de minhas obrigações, com o que viria prejudicar, não a Doutrina, que é intocável em sua grandeza, mas os irmãos que se aproxima deles."

"Eu não posso transferir a minha certeza àqueles que me ouvem."

Obrigado, Chico !

Fonte: Site da Rádio Boa Nova

ESPECIAL PÁSCOA | QUARESMA

A Quaresma é o tempo litúrgico de conversão, que a Igreja Católica, a Igreja Anglicana e algumas protestantes marcam para preparar os crentes para a grande festa da Páscoa. Durante este período, os seus fiéis são convidados a um período de penitência e meditação, por meio da prática do jejum, da esmola e da oração.

Na Quaresma, é comum encontrarmos imagens veladas, sentido de penitência.

Começa na Quarta-feira de Cinzas e termina na tarde de quinta-feira santa, antes a Missa da Ceia do Senhor, que inicia o Tríduo Pascal. Ao longo deste período, sobretudo na liturgia do domingo, é feito um esforço para recuperar o ritmo e estilo de verdadeiros fiéis que pretendem viver como filhos de Deus.

A Quaresma dura 47 dias, embora para o calendário litúrgico os domingos não contem, perfazendo então 40 dias. A duração da Quaresma está baseada no simbolismo do número quarenta na Bíblia que significa provação. Nesta, fala-se dos quarenta dias do dilúvio, dos quarenta anos de peregrinação do povo judeu pelo deserto, dos quarenta dias de Moisés e de Elias na montanha, dos quarenta dias que Jesus passou no deserto antes de começar sua vida pública, dos 400 anos que durou o exílio dos judeus no Egito.

A Igreja católica propõe, por meio do Evangelho proclamado na Quarta-feira de Cinzas, três grandes linhas de acção: a oração, a penitência e a caridade. Não somente durante a Quaresma, mas em todos os dias de sua vida, o cristão deve buscar o Reino de Deus, ou seja, lutar para que exista justiça, a paz e o amor em toda a humanidade. Os cristãos devem então recolher-se para a reflexão para se aproximar de Deus. Esta busca inclui a oração, a penitência e a caridade, esta última como uma consequência da penitência.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Quaresma

Related Posts with Thumbnails

LEIA NOSSO ESPECIAL "PROSPERAR"